01
Sáb, Out
0 Novos Artigos

Mais Notícias

Grade Lista
#EditorialJBP - Carnaval: Direito do Povo, responsabilidade como dever

Acessem nossa página no facebook e confira todos os nossos vídeos e matérias: https://www.facebook.com/jornaljbp

Mudamos. Para melhor? Pior? Não sei. Só sei que mudamos. Este curto editorial serve apenas para comunicar que diante de tantos veículos de informação de Barra do Piraí e região, decidimos fazer do JBP Online um portal de opinião. Não porque nos julgamos melhores, tampouco piores. Queremos ‘apenas’, acima de tudo, somar.

Somar conteúdo.

Somar críticas.

Somar questionamentos.

Somar soluções.

Somar pontos de vistas.

Queremos ser o complemento de sua leitura. Saiba que aqui a porta estará sempre aberta para a opinião. Contrária a nossa, a favor, elogios, críticas, sugestões, tudo. Se você tem algo a dizer, algo a somar, junte-se a nós.

Apresento aqui o perfil de todos os nossos colunistas.

Pessoas do bem, que estão aqui por pura vontade de mostrar suas ideias e conteúdos.

Se você, assim como essas feras aí, tem algo a dizer e acredita em nosso trabalho, junte-se a nós.

Entre em contato comigo (Felipe Castro)

Telefone: (24) 99310 1740

Email: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Facebook: facebook.com/filipinscastro

Fique a vontade e entre sem bater.

Obrigado, de nada.

Por Felipe Castro: Editor-Chefe do JBP Online, jornalista formado pela UGB e péssimo em matemática

Quem sou eu para julgar alguém. Sou jornalista formado pela UGB, tive excelentes professores, um deles dentro de minha casa. Meu pai, Jeff Castro, para quem não sabe é um jornalista conhecido e respeitado na região e atualmente trabalha de assessor de imprensa na Prefeitura de Barra do Piraí. Mas não estou aqui para falar dele ou de mim, na verdade, gostaria de fazer apenas um questionamento: Qual o valor de uma ‘curtida’ no facebook?

Sou editor do JBP Online (Falei que não iria falar de mim, mas vou falar), ajudo a editar também o BARRA ONLINE, um jornal online semanal divulgado na página BARRA NO AR liderado pelo jovem Lucas de Arotildes, um rapaz com disposição, que respeito bastante e que em pouco tempo conseguiu criar uma página que conquistou mais de 21 mil seguidores, com a ajuda de uma equipe também de jovens dedicados.

Trabalhei por um ano como editor-chefe do semanário e do site A VOZ DO POVO. Entrei lá com nenhuma experiência como editor, apenas como estagiário do DIÁRIO DO VALE e assessor de imprensa da Prefeitura de Engº Paulo de Frontin por três anos, fora alguns ‘freelances’. Tentei fazer o meu melhor. ERREI (e muito), fui criticado, até xingado às vezes, entre outras tantas coisas.

Também acertei, fiz matérias que até hoje me orgulho, elogiadas até por quem odiava a linha política do jornal. Lá trabalhei com o Ronaldo Silva, o Leão do facebook em Barra do Piraí. Para ele não existe ‘tempo ruim’. Com chuva e sol, sempre estava na rua, não a toa hoje possui grande popularidade em Barra do Piraí.

Conheci também outras pessoas ligadas a outras páginas como BARRENSE AJUDA BARRENSE, FUTEBOL BARRENSE, GRUPO RBP DE COMUNICAÇÃO e etc. Resumindo, nesse tempo pude conhecer todos os envolvidos com mídia em Barra do Piraí e muitos outros da região.

Voltando ao foco desse editorial (disse que não ia falar de mim ou de ninguém, mas já falei), com a minha pouca experiência na área aprendi (sentindo dor) que não vale tudo por ibope, apesar de observar as grandes, médias e pequenas mídias passando um recado completamente diferente do meu. É possível que eu ainda trabalhe em um veículo que pense assim (sou profissional, não vivo de luz e precisaria engolir isso), mas enquanto for editor disso aqui farei do meu jeito.

NÃO COLOCAREI FOTOS DE PESSOAS FERIDAS OU MORTAS! (apesar de já ter feito isso, inclusive aqui no JBP Online. Virarei essa página e continuarei pensando em outras maneiras de ‘atingir’ vocês leitores. Inclusive, aceito sugestões).

NÃO IDENTIFICAREI MAIS MORTES QUANDO CONFIRMADO SUICÍDIO! (Existe uma convenção profissional extra-oficial, alertada a mim pelo jornalista Felippe Carotta na época em que um senhor se suicidou aqui em Barra do Piraí, uma espécie de acordo entre cavalheiros que determina: suicídios não serão noticiados pela grande imprensa. Apenas em casos ‘especiais’ como os de pessoas famosas ou em situações em que os motivos não foram confirmados. Não sou ‘grande’, mas quero me incluir nessa).

NÃO APAGAREI COMENTÁRIOS APENAS PORQUE NÃO CONCORDO COM ELES! (Não fazia isso nem na época da VOZ, um jornal com uma linha política explicitamente definida. Todos os comentários que apaguei, tanto lá quanto em todos os sites e blogs que já gerenciei, foram única e exclusivamente motivados pela falta de educação de alguns usuários em relação a outros com opiniões contrárias).

Cobrem-me sobre os três pontos acima, gostaria mesmo da ajuda de vocês (inclusive para interpretar essas afirmações por outros pontos de vista). Ficaria feliz em saber que mais pessoas pensam como eu, mesmo sendo minoria.

Acabei de noticiar um acidente envolvendo uma senhora, que está em estado grave após ser atropelada por um trem em Barra do Piraí. Não publiquei sua foto, não sabia se a identificava ou não. Identifiquei a senhora entendendo que nesse caso era necessário, mas com um aperto danado no coração. 

Às vezes eu acho que não nasci para ser jornalista. Não me interessa ficar em porta de delegacia ou necrotério para saber qual foi o último 'ferrado' a ser preso com cocaína ou o último pobre morto em meio a guerra civil que nosso país vive.

Mas escrever eu gosto, escrevo de coração e estou (parafraseando Marcelo D2) 'em busca do texto perfeito'.

Ainda não encontrei e continuarei errando bastante. Mas espero nunca mais falhar quando o assunto for 'curtidas'.

Convido as pessoas que já fizeram m... (assim como eu) a seguirem essa linha, inclusive em suas páginas pessoais no facebook. Lembrem-se que existem crianças nessa rede social.

Não vale tudo por ‘curtidas’.

Desculpem-me por esse texto gigante.

Grato, desde já.

Por Felipe Castro, jornalista, editor do JBP Online e um eterno aprendiz das coisas da vida

 

Olá amigos, para quem não me conhece, meu nome é Neide. Não moro em Barra do Pirai, mas tenho uma forte conexão com a cidade, pois foi onde me criei, onde ainda tenho minha família e a visito todos os anos. Venho acompanhando o que acontece na cidade através de meus amigos no facebook, jornais e familiares.

Pois bem, estou aqui porque fui convidada pelo Felipe para participar deste seu novo projeto. Acredito que vou poder compartilhar algumas de minhas experiências. Moro na Inglaterra desde 1989 e aqui construí meu "castelo". Mas a luta foi difícil, nem tudo fora do país é essa maravilha toda que pensam, mas com determinação consegui vencer.

Sou casada, tenho uma filha de 24 anos e ambos também visitam Barra do Piraí comigo. Atualmente trabalho para o serviço social de Portsmouth, cidade ao sul da Inglaterra, dando suporte (sempre seguindo instruções médicas) para adultos que tem demência e também para aqueles que têm alta de hospitais, mas necessitam de acompanhamento médico em casa. Todo esse serviço é custeado pelo governo inglês, tudo para evitar que os mesmos voltem aos hospitais.

Trabalho também como voluntária para um grupo de apoio para outros estrangeiros, não só brasileiros, de Porstmouth. Muitas pessoas chegam aqui sem entender como as coisas funcionam, o que se agrava quando não se sabe ainda a língua inglesa. Nosso grupo tenta orientar e encaminhar essas pessoas onde procurar ajuda, se assim precisarem.

Morar no exterior é uma experiência única: novas oportunidades, culturas, sabores… Até que bate aquela saudade do Brasil! Nessas horas, se deliciar com a comida brasileira pode ajudar, além de ser uma excelente oportunidade para nossos amigos "gringos" conheceram um pouco sobre nossa cultura.

Bem, aos poucos compartilharei minhas experiências. Ainda não sei se semanalmente, pois meu tempo é escasso, mas prometo sempre pintar por aqui para contar alguma história interessante, sempre com honestidade e sem esconder os lados bons e ruins de ‘morar abroad’. Para quem não sabe, ‘abroad’ é ‘no exterior’. Perdoem-me pela piadinha no título, mas meu senso de humor continua bem brasileiro.

Fique a vontade para questionar, opinar, criticar, elogiar e perguntar. Qualquer dúvida entre contato comigo através de meu facebook.

Bye bye.

Por Neide Drain

Por Neide Drain

"Meu corpo, minhas regras."

Já pararam para pensar no sentindo desta frase? Julgo ser uma das melhores. Nos devolve o tão instintivo poder de sermos donos de nós mesmos.

Nos tempos atuais, vivemos num mundo em que o outro sempre nos impõe o que é ser belo, o que é ser certo ou como agir. Mas "peraí"? E o que escolhemos para gente?

Atualmente, é introduzido nas cabeças alheias que o bonito é ser forte, musculoso, alto, viril... As pessoas então se “matam” em academia, se privam de sua vida social, submetem-se a cirurgias plásticas como a bariátrica (não sou contra, até porque eis aqui um bariatricado, mas este assunto fica pra outro dia), pelo simples fato de buscarem uma aceitação social, um enquadramento no padrão de beleza imposto por uma sociedade tão fútil.

Um assunto tão discutido há pouco tempo foi o aborto. Mas como assim? Discutir sobre o corpo do outro? Será que temos esta liberdade? Sei que o assunto é mais complexo e sou sim a favor da LEGALIZAÇÃO (outra discussão para uma próxima publicação). Mas o que quero chamar a atenção com esta citação é o quanto me incomoda ver pessoas se achando no direito de colocar regras na vida do próximo.

Quis abordar essa questão na minha primeira publicação, por entender o quanto é importante ter consciência de que o corpo, a vida e as escolhas das pessoas não nos dizem respeito, e que sim, não temos o direito de julgar ninguém por elas.

Cada sujeito trás em si sua “bagagem". Traumas, recordações, vitórias, sonhos, ambições, frustrações e algumas outras coisas que fazem parte de sua história. Gosto muito de citar o trecho de uma música de Caetano que diz que "cada um sabe a dor e a delícia de ser o que é".

É exatamente isso. Eu, um futuro psicólogo e, mais importante que isso, um ser humano comum, cheio de erros e fraquezas, não tenho o direito de pontuar na vida do outro o que julgo ser certo ou errado. Só nós sabemos o peso da nossa bagagem.

Termino assim a primeira publicação da coluna "Café com Psicologia". Através dela vou abordar alguns assuntos de uma maneira bem informal, sempre baseado em questões técnicas. O espaço está aberto para sugestões (assuntos, elogios, críticas e comentários), espero ajudar e, mais do que isso, trocar conhecimento com vocês.

Meus contatos: e-mail (Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.) ou whatsapp (24) 99977 7458. Será sempre um prazer essa aproximação com o leitor. Tenham uma ótima semana e lembrem-se do mestre Caetano, "Cada um sabe a dor e a delícia de ser o que é".

Por Renan de Andrade

Por Renan de Andrade

Estamos de volta, galerinha! E dessa vez quero apresentar um projeto que defino como um belo paradoxo. A banda em questão é a AlterEgo, de Barra Mansa, fundada em meados de 2014 e que faz o old school e a inovação com a destreza de poucos. Um misto de rock'roll clássico com uma pegada de Blues muito forte e um visual bem século XXI, principalmente pelo que considero seu maior elemento surpresa: a guitarrista Ana Lydia.

Ana Lydia, guitarrista da AlterEgo, de Barra Mansa (Foto: Facebook AlterEgo)

Ana Lydia, guitarrista da AlterEgo, de Barra Mansa (Foto: Facebook AlterEgo)

Há quem diga que poucas coisas combinam mais no universo que futebol e cerveja, arroz com feijão e queijo com goibaba. Eu discordo. Mulher e guitarra combinam muito mais, principalmente se ela manjar dos grooves de um belo blues, daqueles de botar qualquer negão coroa de bares americanos para sentar e admirar.

A AlterEgo conta ainda com Davi Cuiabana nas guitarras e vocal, Poodle no baixo e Hudson na bateria. Um conjunto coeso onde ninguém falta nem sobra. Conferindo os sons, a cozinha dos caras ganhou minha admiração. Aquela cozinha educada, mas que nem por isso deixa de se impor fazendo um perfeito fundo pras guitarras desfilarem e o vocalista finalizar. Vocal esse que sabe impor a voz mesmo num estilo que particularmente considero difícil por exigir uma postura vocal muito peculiar.

Só de uma banda do interior do estado tocar BB King, Robert Jhonson e Hendrix você já deveria se levantar da cadeira e prestar continência, mas se soar muito longe à maioria do público, nessa pegada interpretam Cazuza, The Doors, Oasis, Barão Vermelho e até mesmo o mestre Tim Maia. AlterEgo é uma das gratas surpresas da cena e não a toa já é grande conhecida da mídia regional.

AlterEgo: uma das gratas surpresas da cena regional (Foto: Facebook AlterEgo)

AlterEgo: uma das gratas surpresas da cena regional (Foto: Facebook AlterEgo)

Como crítico ferrenho de rock'n roll e ouvinte dos mais variados estilos, afirmo que AlterEgo é um tiro certeiro com muita, mas muita dose de personalidade. Vale conferir!

...

Nessa pegada só me vem a mente um cara, Johnny Winter e seu álbum Guitar Slinger, de 1984, que intitulo carinhosamente de "música pra pensar em fazer maldade". Rock Blues de responsa para você arquitetar aquele plano maléfico e destronar as inimigas ou tomar a mina daquele cabra que está te devendo uma, enquanto degusta um uísque e fuma um charuto olhando fixamente pro nada.

That’s all folks!

Por Jo Mariano (Outercore)

 

Unidades do Centro de Integração Empresa e Escola (CIEE) e do Sistema Nacional de Emprego (Sine) oferecem oportunidades de estágios e empregos para diversas áreas no Sul do Rio de Janeiro. Nesta semana, há vagas disponíveis para setores como pedagogia, engenharia, serviços e gastronomia.  Interessados devem cadastrar o currículo na unidade de atendimento mais próxima.
 
CIEEs
 
Barra Mansa
 
Endereço: Rua Doutor Mário Ramos, nº 145, loja 2, Centro
Horário de funcionamento: 8h às 17h30
Telefone: (24) 3323-3916
Vagas:
- Administração (Piraí, Porto Real e Quatis)
- Ciências Contábeis
- Ensino Médio
- Enfermagem ou Técnico em Enfermagem (Porto Real e Quatis)
- Psicologia
 
Resende
 
Endereço: Rua Nicolau Taranto, nº 197, loja 02, bairro Comercial
Horário de funcionamento: 8h às 17h30
Telefone: (24) 3354-1410
Vagas:
- Administração
- Engenharia Eletríca
- Engenharia Mecânica
 
Volta Redonda
 
O local está funcionando anexo à unidade de Barra Mansa*
 
Vagas:
- Administração
- Ensino Médio
- Técnico em Administração
- Técnico em Informática
 
SINEs
 
Resende
 
Endereço: Rua Gulhot Rodrigues, nº 257, bairro Comercial
Horário de funcionamento: 8h30 às 16h30
Telefone: (24) 3381-0441 ou (24) 3381-0499
Vagas:
- Analista de Sistema ou Suporte
- Chefe de Cozinha
- Cozinheiro
- Empregada Doméstica
- Marceneiro
- Vigilante de Monitoramento
- Operador de Loja
- Padeiro Confeiteiro
- Projetista
- Vendedor Interno
 
Valença
 
Endereço: Avenida Nilo Peçanha, nº 971, Centro
Horário de funcionamento: 8h às 17h
Telefone (24) 2453-7419 / 2453-8527
Vagas:
- Auxilar de Escrituração Fiscal
- Auxiliar de Serviços Gerais (Deficientes Físicos)
- Assistente de Qualidade
- Cabeleireiro
- Cobrador Externo
- Encarregado de Produção
- Faxineiro
- Garçom
- Jardineiro
- Manicure
- Professor de Canto
- Professor de Guitarra e Violão

Funcionários dos postos do Departamento de Trânsito do Estado do Rio de Janeiro (Detran) de Barra do Piraí, Resende, Volta Redonda, Paracambi, Paty do Alferes e Paraíba do Sul, iniciaram uma paralisação na manhã desta segunda-feira (18). Eles trabalham para a Prol, uma empresa terceirizada que presta serviço nas unidades, e alegam atraso no pagamento do salário de janeiro.
 
Na unidade de Resende, na Rua Macedo Miranda, no bairro Jardim Jalisco, estavam marcadas 204 vistorias para esta segunda. Não foi divulgado quantas estavam marcadas nas outras unidades.
 
Até a publicação desta reportagem, não havia previsão para que vistoriadores e funcionários do setor de entrega de documentos voltassem a trabalhar.
 
Em nota, o Detran informou que está em dia com o pagamento da empresa, e que está em contato com a Prol para que o pagamento dos funcionários seja efetuado o mais rápido possível. O Detran disse ainda que os clientes que não puderam ser atendidos, estão sendo orientados a retornar ao posto, sem necessidade de novo agendamento, assim que o serviço estiver normalizado.
 
Fonte: G1

As inscrições no processo seletivo para bolsas de estudo na primeira edição de 2016 do Programa Universidade para Todos (Prouni) estão abertas. O prazo vai até as 23h59 de sexta-feira (22). A consulta das bolsas e as inscrições devem ser feitas pelo site http://siteprouni.mec.gov.br/.
 
O programa oferece 203.602 bolsas na primeira edição de 2016, segundo dados do Ministério da Educação (MEC). O total de vagas sofreu uma queda de 4%: em 2015 foram colocadas 213.113 bolsas no sistema. Já número de cursos subiu de 30.549 para 30.931.
 
O Prouni oferece bolsas parciais ou integrais em universidades privadas para estudantes de baixa renda. Elas são bancadas pelo governo por meio de renúncia fiscal de tributos que deveriam ser pagos pelas universidades.
Na segunda-feira o MEC liberou a lista dos aprovados para 228 mil vagas em universidades públicas que foram selecionados por meio da primeira edição do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) 2016.
Na próxima semana, entre os dias 26 e 29 começam as inscrições para contratos do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).
 
Cronograma e inscrições do Prouni 
 
O resultado da seleção do Prouni será divulgado em 25 de janeiro. Entre os dias 25 de janeiro e 1º de fevereiro deverá ser feita a comprovação da primeira chamada de aprovados.
 
A segunda chamada será divulgada em 12 de fevereiro, com matrículas entre 12 e 18 do mesmo mês. O prazo para participar da lista de espera será entre 26 e 29 de fevereiro.
 
Para se inscrever é necessário ter participado do Enem 2015 e ter obtido no mínimo 450 pontos na média das notas do exame. É preciso, ainda, ter obtido nota na redação que não seja zero.
 
Condições de participação no Prouni
 
Podem participar estudantes egressos do ensino médio da rede pública; estudantes egressos da rede particular, na condição de bolsistas integrais da própria escola; estudantes com deficiência e professores da rede pública de ensino, no efetivo exercício do magistério da educação básica, integrantes de quadro de pessoal permanente de instituição pública. Neste último caso, não é necessário comprovar renda.
Para concorrer às bolsas integrais, o candidato deve comprovar renda familiar bruta mensal, por pessoa, de até um salário mínimo e meio. Para as bolsas parciais (50%), a renda familiar bruta mensal deve ser de até três salários mínimos por pessoa.
 
Entenda: Sisu x Prouni x Fies
 
As três siglas representam iniciativas do governo federal na gestão do ensino superior. O Sisu é a sigla para Sistema de Seleção Unificada. Através do Sisu, instituições públicas - sem cobrança de mensalidade - selecionam alunos tendo como critério a nota do candidato no Enem (Exame Nacional do Ensino Médio).
 
O Prouni concede bolsas de estudos integrais ou parciais em universidades privadas. O foco são estudantes que saíram de escolas públicas e têm baixa renda.
Já Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) oferece contratos de financiamentos. Para se inscrever, no Fies é precisto ter feito o Enem a partir de 2010, com nota final de pelo menos 450 pontos, e ter renda familiar mensal bruta per capita de até 2,5 salários mínimos.
 
Próximas edições do Sisu em 2016
Nesta primeira edição do ano, o Sisu selecionou candidatos para 228 mil vagas em 6.323 cursos de 131 instituições públicas. Segundo o MEC, houve aumento de 10,9% no número de vagas ofertadas em relação à primeira edição de 2015.
 
O MEC prepara, pela primeira vez, uma edição extra do Sisu para reduzir as vagas remanescentes na graduação. De acordo com a pasta, mais de 150 mil vagas nas universidades públicas ficaram ociosas em 2014, conforme o Censo da Educação Superior.
 
A previsão do MEC é selecionar tanto por meio das notas do Enem como pelo desempenho acadêmico do estudante na instituição superior em que ele já estuda, abrindo possibilidade para transferências. O Sisu das vagas remanescentes é parte da estratégia da pasta de diminuir as vagas ociosas e, para isso, o MEC vai mudar a forma com que são repassados recursos para instituições federais: passarão a receber mais recursos aquelas que têm mais vagas preenchidas.
 
Até o começo de janeiro não havia previsão de data, mas o ministro Aloizio Mercadante afirmou que primeiro o MEC cuidaria das edições do Prouni e do Fies de primeiro semestre para avaliar o Sisu extra. Também não foi divulgada data para o Sisu regular do segundo semestre. No ano passado ela ocorreu em junho e selecionou candidatos para 55.571 vagas oferecidas por 72 instituições.
 
Fonte: G1

CEI

Tempo

Barra Do Pirai Brazil Nebuloso, 15 °C
Condições Atuais
Nascer do Sol: 5:35 manhã   |   Pôr do Sol: 5:54 tarde
95%     22.5 km/h     32.219 atm
Previsão
SáB Mínima: 15 °C Máxima: 17 °C
DOM Mínima: 15 °C Máxima: 20 °C
SEG Mínima: 15 °C Máxima: 22 °C
TER Mínima: 16 °C Máxima: 20 °C
QUA Mínima: 16 °C Máxima: 22 °C
QUI Mínima: 16 °C Máxima: 23 °C
SEX Mínima: 16 °C Máxima: 21 °C
SáB Mínima: 16 °C Máxima: 23 °C
DOM Mínima: 17 °C Máxima: 23 °C
SEG Mínima: 16 °C Máxima: 21 °C